ÚLTIMAS NOTÍCIAS
latest

Vereadores visitam CAPS em Várzea Nova e se deparam com o abandono total da unidade de saúde

SIGA-NOS NO FACEBOOK E INSTAGRAM

Numa fiscalização realizada de surpresa, os vereadores de oposição em Santa Rita se deparam com o abandono, caos na infraestrutura física, falta de medicamentos e de administração no CAPS II em Várzea Nova.



Na manhã desta terça, 07, os vereadores de oposição da cidade de Santa Rita, Vanda Vasconcelos (PT do B), Waldecir Lucindo, o Bebé (PT do B), Célio Rufino (PTC) e Sebastião do Sindicato (PT), saíram em caravana para realizar fiscalização nos prédios públicos pertencentes e/ou geridos pelo município.

O Centro de Atenção Psicossocial de Várzea Nova que tem como foco principal tratar pacientes que apresentem quadros clínicos psicológicos e que precisem de atenção e tratamento durante todo o dia com atividades didáticas, paradidáticas e ocupacionais, além da medicação e a alimentação dos pacientes, foi a primeira unidade a ser visitada.



Dentro da unidade, o que a caravana encontrou foram as paredes e o teto com muitas infiltrações, diversas rachaduras, lixo, mato, banheiros sem porta e sem a mínima privacidade para os usuários, quartos interditados, sem gás de cozinha, sem cozinheiro, paredes  sem reboco, muito cupim, salas que antes era usado para palestras ruindo, cobertos de lixo, sem funcionários e sem as mínimas condições de funcionamento. Uma situação lamentável.



"Um verdadeiro absurdo contra os usuários da saúde de Santa Rita. Um CAPS que já foi referência em saúde psicossocial, hoje encontra-se covardemente abandonado por essa administração. Sem poder atender aos pacientes por falta de um cozinheiro. Cheia de entulhos e de riscos à saúde do usuário e dos servidores. Algo inadmissível!  Mas, nós da oposição, estamos acionando as autoridades em saúde do estado e o MPPB o mais breve possível para que se tomem medidas urgentes naquela unidade que encontra-se em estado calamitoso, de total abandono." Afirmou a vereadora Vanda Vasconcelos (PT do B).




Para os vereadores, ações como esta de fiscalização serão cada vez mais frequentes; "o povo tem que saber que tem oposição na cidade. E que nós, vereadores de oposição, não concordamos com a destruição implantada na nossa cidade." disse o vereador Sebastião do Sindicato.




























Jornal 100.5 

Deixe um Comentário

« PREV
NEXT »